Posts

O que é acne? Aprenda de uma vez por todas as causas, sintomas e o tratamento desse problema tão comum

A acne é um tipo de lesão que atinge a maioria das pessoas e gera complicações não só físicas, mas também de autoestima e bem-estar. Mas você sabe o que causa, exatamente, esse problema?

O acarretamento da acne é associado ao aumento da produção de sebo nas glândulas sebáceas, que gera uma obstrução dos poros da pele e acaba aumentando a proliferação de bactérias.

Apesar de ser mais comum na adolescência e no início da fase adulta, devido a grande transformação hormonal que ocorre no corpo humano nesse período, a acne pode aparecer em qualquer fase da vida, geralmente ocasionada por eventuais desequilíbrios hormonais.

Sintomas

Os sintomas da acne são o surgimento de cravos, espinhas – que não passam de cravos inflamados – e marcas avermelhadas na pele, principalmente no rosto e nas costas.

Ao perceber tais sinais, é importante que um médico dermatologista seja consultado o quanto antes, a fim de tomar as medidas necessárias para o tratamento.

Tratamento

Apesar do costume popular de espremer os cravos e as espinhas para fazê-los sumir, dermatologistas afirmam que isso não é recomendado e pode até piorar a situação, já que se a lesão for manipulada e a pele não estiver limpa, as bactérias das unhas e mãos podem entrar pelos poros da pele e formar cistos.

O tratamento adequado da acne é feito com acompanhamento médico, já que depende de cada caso, do tipo de acne e das particularidades do paciente a ser medicado.

No geral, recomenda-se a limpeza de pele diária com esfoliantes e outros produtos indicados. Para mulheres, o uso de anticoncepcionais administrados por um profissional pode ajudar no tratamento, já que atua na diminuição da produção de sebo e oleosidade da pele.

Apesar de ser um processo associado à produção hormonal e, portanto, natural do corpo, existem medidas de prevenção ao surgimento da acne, tais como:

  1. Não dormir de maquiagem, já que os resíduos cosméticos obstruem os poros da pele.
  2. Controlar o consumo de gordura, doces e farinha branca, visto que estes estimulam a produção de glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade da pele.
  3. Praticar exercícios regularmente, pois minimizam o estresse e os níveis de cortisol, hormônio que em quantidades excessivas contribui para o surgimento da acne.

É importante frisar que, apesar de qualquer recomendação, é sempre importante que um profissional da área seja consultado.

Como se alimentar bem: um guia objetivo para uma alimentação balanceada e nutritiva

Não é segredo para ninguém que se alimentar de maneira saudável e nutritiva é uma das chaves para o bem-estar e a qualidade de vida. Mas como, exatamente, podemos nos assegurar de que estamos tendo uma dieta balanceada? Preparamos um guia que vai indicar o caminho para uma boa alimentação no dia a dia.

Comecemos com o básico: evite excessos ou exclusões e procure quantidades que sejam suficientes para te saciar, mas não para te encher a ponto de causar letargia. Parece simples, mas muitas vezes optamos por pular uma refeição por falta de tempo ou comemos demais por pura gula. Nenhuma das duas opções é saudável. Agora, vamos ao que interessa: o que comer e porquê comer tais coisas.

  • Macronutrientes
    • Proteínas: É a partir delas que construímos músculos, tecidos, cabelos, unhas e outras estruturas celulares. Estão presentes em carnes vermelhas e brancas, grão de bico, quinoa e nozes, por exemplo.
    • Carboidratos: São nossa maior fonte de energia. São encontrados, principalmente, em farinhas, tubérculos e grãos.
    • Gorduras: Além de também serem fontes de energia, as gorduras também mantém a temperatura do corpo e protegem órgãos vitais. Vale ressaltar, no entanto, que se dividem em HDL e LDL, sendo a primeira a gordura boa e a segunda a ruim. Algumas fontes de HDL são o azeite, coco e abacate.
    • Fibras: São responsáveis pelo bom funcionamento do intestino e proporcionam sensação de saciedade, estando presentes em amêndoas, aveia, feijão e outros.
  • Micronutrientes
    • Vitaminas: São essenciais para o funcionamento do metabolismo e podem ser encontradas em grandes quantidades em frutas e verduras.
    • Minerais: Estão ligados a formação dos ossos, regulação dos fluidos corporais e secreções digestivas. Algumas de suas fontes são frutas, verduras e cereais integrais.

Além do consumo balanceado de macro e micronutrientes, é essencial que evitemos frituras, já que elas vêm carregadas de gorduras ruins.

Os alimentos industrializados também devem ser evitados, pois são na maioria das vezes compostos por substâncias nocivas ao nosso organismo, como corantes e conservantes, além de grandes quantidades de sódio e açúcares.

Ter horários para se alimentar também é importantíssimo, já que faz com que o nosso corpo se acostume a fazer o processo de digestão em determinados horários e consiga fazer isso de maneira mais eficiente.

Manter uma alimentação saudável vai, além de proporcionar bem-estar, prevenir diversas doenças que poderiam ser desencadeadas por uma dieta ruim, tais como hipertensão, diabetes, colesterol alto, gastrite, obesidade e muitas outras.

4 benefícios da terapia ocupacional e sua importância

A terapia ocupacional é um tratamento feito por um profissional da área da saúde que utiliza a ciência que estuda a atividade humana para prevenir e tratar dificuldades físicas e sociais que interfiram na habilidade do paciente de realizar atividades cotidianas, visando a saúde e o bem-estar.

O terapeuta faz um acompanhamento rotineiro do paciente e o ajuda a realizar atividades cotidianas das mais triviais as mais complexas, como por exemplo se vestir, se higienizar, se alimentar, estudar, trabalhar e interagir socialmente.

Mas quais são, na prática, os maiores benefícios desse tratamento?

Preparamos uma lista para explicar quais são os ganhos mais significativos do paciente com a terapia ocupacional!

Regula os níveis de estresse

Ao ser estimulado a conhecer novos ambientes e ter novas experiências, o paciente passa a se adequar mais a situações novas ou potencialmente desafiadoras, evitando reações indesejadas que poderiam causar estresse excessivo.

Aumento da autoconfiança

Com a terapia ocupacional, o paciente passa a se familiarizar e conviver com seus limites, e consequentemente aprende a gostar de si mesmo e se sentir melhor.

Aperfeiçoamento da coordenação motora

Associado ao acompanhamento de um neuropsicólogo, o terapeuta ocupacional promove exercícios que estimulam habilidades cognitivas e a coordenação motora, fazendo com que o paciente aperfeiçoe destrezas manuais.

Aumento da qualidade de vida

Do ponto de vista da terapia ocupacional, a qualidade de vida e o bem-estar estão associados a realização e ao entendimento de tarefas cotidianas. Sendo assim, o tratamento colabora para que o paciente se sinta mais feliz e realizado.

De crianças com dificuldades de socialização à idosos que precisam recuperar a confiança para caminhar após uma queda, não existe idade limite para o tratamento. Qualquer paciente com dificuldades motoras ou psicológicas pode usufruir completamente dos benefícios da terapia e aumentar sua qualidade de vida.

Agora você já sabe o tamanho da importância da terapia ocupacional e como ela pode ser de grande ajuda no dia a dia de alguém que lida com limitações físicas e mentais!

Por que cuidar da saúde é importante?

Apesar de aprendermos desde cedo que devemos cuidar da nossa saúde, poucas vezes refletimos sobre a importância de tal cuidado. Muito mais que prevenir doenças ou obter uma aparência esteticamente atraente, cuidar da saúde é essencial para manter o corpo capaz de executar suas funções vitais sem dificuldades.

O funcionamento do nosso organismo é composto por uma grande cadeia de ações e reações, portanto, ao manter hábitos ruins e prejudiciais, o corpo responde da mesma maneira. Por outro lado, o oposto também vale: ao tratarmos bem nosso corpo, ele nos recompensa com bem-estar físico e mental. Quem cuida do corpo se sente melhor, mais proativo, bem-humorado e disposto, por exemplo. Tudo no corpo funciona melhor com uma rotina ativa e saudável, desde células à partes maiores do corpo como tecidos e órgãos vitais.

Diferentemente da crença popular, exercícios físicos, boa alimentação, hidratação e descanso proporcionam muito mais que resultados estéticos. Além disso, evitar qualquer tipo de droga, como álcool e cigarros, por exemplo, também é de enorme importância para manter o organismo em boas condições. Combinando esses hábitos, nos tornamos mais produtivos, sorrimos mais, respiramos melhor e até raciocinamos mais rápido.

Também é importante saber que nosso organismo se comunica conosco através de sinais, então é indispensável que demos atenção para qualquer dor, desconforto ou anormalidade corporal, já que as mesmas geralmente são um alerta para algum problema. Ao cuidar do corpo e ouvi-lo, garantimos que ele siga funcionando perfeitamente.

Além disso, é importante ter em vista que cuidar da mente é tão importante quanto cuidar do corpo, portanto é indispensável que estimulemos nosso cérebro como qualquer outra parte do corpo, buscando aprender coisas novas, por exemplo. Mudanças de rotina, de tempos em tempos, também são bem vindos para que o cérebro siga sempre ativo. Existem, inclusive, alguns exercícios próprios para o estímulo cerebral, como andar de trás para frente dentro de casa e observar imagens de cabeça para baixo.

É claro que não podemos esquecer do descanso. Tanto o corpo quanto a mente precisam descansar para manter um bom funcionamento. São recomendadas, na maioria dos casos, oito horas de sono diárias para que possamos descansar e repôr as energias. Além disso, reservar um tempo para puramente se distrair também é necessário. Momentos de lazer são sempre bem vindos para fazermos aquilo que gostamos.

Agora que você sabe tudo sobre cuidados com o corpo, basta botar algumas dessas dicas em práticas e sentir os efeitos positivos em sua vida!

Click here to add your own text