Posts

O que é acne? Aprenda de uma vez por todas as causas, sintomas e o tratamento desse problema tão comum

A acne é um tipo de lesão que atinge a maioria das pessoas e gera complicações não só físicas, mas também de autoestima e bem-estar. Mas você sabe o que causa, exatamente, esse problema?

O acarretamento da acne é associado ao aumento da produção de sebo nas glândulas sebáceas, que gera uma obstrução dos poros da pele e acaba aumentando a proliferação de bactérias.

Apesar de ser mais comum na adolescência e no início da fase adulta, devido a grande transformação hormonal que ocorre no corpo humano nesse período, a acne pode aparecer em qualquer fase da vida, geralmente ocasionada por eventuais desequilíbrios hormonais.

Sintomas

Os sintomas da acne são o surgimento de cravos, espinhas – que não passam de cravos inflamados – e marcas avermelhadas na pele, principalmente no rosto e nas costas.

Ao perceber tais sinais, é importante que um médico dermatologista seja consultado o quanto antes, a fim de tomar as medidas necessárias para o tratamento.

Tratamento

Apesar do costume popular de espremer os cravos e as espinhas para fazê-los sumir, dermatologistas afirmam que isso não é recomendado e pode até piorar a situação, já que se a lesão for manipulada e a pele não estiver limpa, as bactérias das unhas e mãos podem entrar pelos poros da pele e formar cistos.

O tratamento adequado da acne é feito com acompanhamento médico, já que depende de cada caso, do tipo de acne e das particularidades do paciente a ser medicado.

No geral, recomenda-se a limpeza de pele diária com esfoliantes e outros produtos indicados. Para mulheres, o uso de anticoncepcionais administrados por um profissional pode ajudar no tratamento, já que atua na diminuição da produção de sebo e oleosidade da pele.

Apesar de ser um processo associado à produção hormonal e, portanto, natural do corpo, existem medidas de prevenção ao surgimento da acne, tais como:

  1. Não dormir de maquiagem, já que os resíduos cosméticos obstruem os poros da pele.
  2. Controlar o consumo de gordura, doces e farinha branca, visto que estes estimulam a produção de glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade da pele.
  3. Praticar exercícios regularmente, pois minimizam o estresse e os níveis de cortisol, hormônio que em quantidades excessivas contribui para o surgimento da acne.

É importante frisar que, apesar de qualquer recomendação, é sempre importante que um profissional da área seja consultado.