Posts

IMPORTÂNCIA DA FISIOTERAPIA NA RECUPERAÇÃO DA COVID-19

A Fisioterapia tem um papel essencial no tratamento da Covid-19.
O fisioterapeuta entra principalmente quando o paciente hospitalizado tem comprometimentos respiratórios, assim, trabalhando na linha de frente no combate à pandemia da Covid- 19.

O trabalho do fisioterapeuta começa com:
Primeiros cuidados;
Administração e oxigênio;
Assistência em intervenções envolvendo intubação;
Ventilação mecânica e mudança de decúbito;
Procedimentos para remoção de secreção brônquica
Melhora da função respiratória.
No atendimento pós- hospitalar o fisioterapeuta é responsável por indicar procedimentos terapêuticos e exercícios para fortalecer a musculatura respiratória e periférica, tanto de quem acabou de sair da UTI quanto de quem está se recuperando em casa.

Papel da fisioterapia nas internações

Nos hospitais, a ajuda da fisioterapia é responsável por acelerar o processo de recuperação do paciente, reduzindo a necessidade de medicamento e o risco de sequelas após a internação.
A fisioterapia desempenha um papel determinante para atenuar os sintomas cardiorrespiratórios decorrentes da doença.
No local hospitalar, a presença do fisioterapeuta é importante tanto para o fortalecimento da capacidade pulmonar nos casos menos graves quanto para pacientes em casos graves na UTI.

Recuperação pós Covid-19

É preciso da continuidade ao tratamento mesmo quando o paciente sai da UTI. A transição do paciente do ambiente hospitalar para o ambiente normal dele leva um tempo.
É normal que um paciente em estado crítico pode perder entre 17% e 30% da massa muscular nos dez primeiros dias da internação. Nos casos mais graves de Covid- 19, a internação pode durar de duas a três semanas.
Para ajudar na recuperação desses pacientes ainda no hospital, o fisioterapeuta utiliza exercícios com pesos para auxiliar no fortalecimento da musculatura respiratória e periférica.

Fisioterapia após Covid-19

Não tem estudos que compravam, mas muitos que já se recuperaram ainda necessitam de fisioterapia (principalmente respiratória).

As atividades incluem desde atividades físicas leves que não utiliza peso e outros aparelhos quanto o uso de um aparelho específico para trabalhar a musculatura respiratória. Em caso de exercício é importante ter um acompanhamento constante.

Durante a pandemia o acompanhamento pode ser feito de forma remota, com o fisioterapeuta repassando orientações de exercícios físicos e respiratórios para o paciente fazer em casa.
Gostou das dicas?


Fontes: https://previva.com.br/fisioterapia-coronavirus-covid-19/